"Não tento explicar às pessoas porque é que ando de mota.
Para os que compreendem, nenhuma explicação é necessária!
Para os que não compreendem nenhuma explicação é possível…"


top

Mini passeio e teste com sua Majestade

Desde algumas semanas que tenho tido como companhia nas deslocações diárias uma scooter :-)
Uma companhia que surgiu por mero acaso e a pedido de um familiar, ou seja, estou a dar a utilização que o seu proprietário não tem, de momento, disponibilidade.
A scooter em causa é uma “grandalhona” já com alguns anos, isto é, uma maxi-scooter, de seu nome Yamaha Majesty 400 :-)

dsc_1992.JPG

Apesar das dimensões generosas, esta mota tem se revelado um excelente meio de transporte diário, com o comodismo e facilitismo da caixa automática, assim como baixos consumos, que fazem toda a diferença nos dias de hoje.
Além disso, o conforto que esta Majesty oferece é assinalável, especialmente se optarmos por trajectos mais longos, onde se sente rapidamente as vantagens de um assento generoso e confortável, o ecrá de maiores dimensões e o seu motor de 400 cc que nos deixa à vontade para deslocações de maior quilometragem, ou mesmo deslocações onde seja necessário elevar um pouco mais o ritmo.
Em suma, estou agradávelmente surpreso com esta maxi-scooter.
No entanto, ainda não tinha realizado uma deslocação de maior distância, apenas a tenho utilizado no diáriamente, o que por vezes sabe a pouco, tendo em conta que tem tanto para oferecer.
Em jeito de pequeno teste, realizei um mini passeio no fim de um dia de trabalho, o qual levou-me a conhecer um novo miradouro na freguesia de Água de Pau.

dsc_2031.JPG

Optei por um trajecto que privilegiava asfalto com bom piso e sem pára/arranca, ou seja, via-rápida.
Não demorou nada até confirmar o expectável, ou seja, a protecção que o ecrã oferece, aliado ao conforto do assento e disponibilidade do motor, tornam a nossa viagem num exercício de descontração e tranquilidade.
E se desejarmos, é possível levar esta 400 até uma velocidade de deslocação muito interessante surpreendente, mas não aconselhável, dados os limites legais e conceito da mota em si.
De qualquer forma, todos estes aspectos tornam qualquer deslocação num bom momento ;-)
Chegada ao Miradouro (reparem na zona do guiador e painél de instrumentos, parece uma mota de grande turismo):

dsc_2030.JPG

Bem, este novo miradouro oferece uma vista muito bonita, seja qual for o ângulo que observemos:

dsc_2021.JPG

dsc_2026.JPG

Água de Pau à vista:

dsc_2025.JPG

A panorâmica da zona:

dsc_2029.JPG

Também podemos contar com uma área de lazer, com churrasqueiras, mesas e um (acho que não tinha mais) aparelho para exercício.
Tal como a Majesty, uma zona relaxante ;-)

dsc_2022.JPG

dsc_2023.JPG

Se tiverem tempo, dêm um saltinho a este miradouro.
De volta à estrada, voltei a comprovar todas as qualidades já enunciadas. Apenas notei que nas mudanças de direcção a velocidades mais elevadas, existe uma certa instabilidade típica de rodas mais pequenas e deste tipo de veículo, mas nada de preocupante ou assustador.
No geral, é uma maxi-scooter bem concebida, onde apenas falta o ABS a completar e melhorar a travagem. De resto, que mais se pode exigir a um veículo que oferece tamanho relaxamento e conforto?
Ok, nós motociclistas queremos sempre mais, mas esta Majesty tem quanto baste para uma maxi-scooter.
Enfim, um mini passeio muito agradável e que comprovou que as scooter fazem muito sentido numa óptica de utilização diária. Neste caso em particular, podemos alargar os nossos horizontes, ou seja, podemos ir além do quotidiano, porque ela tem capacidade para mais.
Resta-me continuar a utilizar a Majesty no dia-a-dia, porque é mais prática, confortável e económica.

Boas Curvas! :-)
 

KTM EXC 400 - Melhoramentos

Já lá vão alguns meses desde que tenho a KTM EXC 400 e, como era esperado, realizei alguns melhoramentos necessários a esta mota fantástica :-)
Foram melhoramentos simples e típicos para a utilização que uma mota deste tipo recebe. Não é que ela estivesse mal como estava, mas nada como tornar o bom ainda melhor ;-)
Um dos aspectos que verifiquei logo no início foi o filtro de ar, componente de grande importância ao bom desempenho de um motor. Para meu espanto, a mota veio para as minhas mãos com o filtro de ar muito sujo, diria com mau aspecto. Procedi à necessária e urgente limpeza do mesmo, e para minha surpresa, o mesmo começou a desfazer-se à medida que o lavava.
Ora vejam lá o aspecto do mesmo após seco:

dsc_1660.JPG

Bem, foi caso para soar alarme na minha cabeça, isto é, este filtro há muito que estava estragado, porque não é normal uma simples lavagem deixar o filtro assim. E note-se que utilizo os produtos de limpeza próprios para filtros de ar desta natureza.
Enfim, foi caso para ter que desenrascar um filtro de ar à pressa, pois já tinha passeio combinado. Felizmente a SRMOTO, concessionário KTM, tinha um filtro de ar da Race Tech em stock.
Não era o que tinha em mente colocar, pois já tinha feito uma encomenda à MotorXpro, mas serviu para desenrascar, além de que é sempre bom ter mais do que 1 filtro de ar disponível.
Devidamente lubrificado e montado:

dsc_1659.JPG

Todavia, e tal como referi, tinha feito uma encomenda de algum material, à MotorXpro, os quais são sempre muito atenciosos e eficazes no serviço que prestam (recomendo vivamente!!!), a qual contemplava o desejado filtro de ar, assim como uns purgadores de ar da suspensão dianteira, uma nova tampa de radiador e filtros de óleo.

dsc_1687.JPG

O filtro de ar encomendado foi um DT1, o qual tem a particularidade de possuir o rebordo em neoprene, o qual no acto de encaixe na caixa de ar, proporciona uma maior protecção à sujidade. Tem muito bom aspecto em termos de construcção.

dsc_1688.JPG

Os purgadores de ar da suspensão dianteira são da Motion Pro:

dsc_1690.JPG

Foram outra agradável surpresa, porque além se serem bem pequenos, possuem um aspecto cuidado e interessante. Uma das cores usadas, o laranja, assenta que nem uma luva na mota em causa:

dsc_1691.JPG

As suas dimensões são o ponto mais positivo deles, porque passam despercebidos e não atrapalham:

dsc_1700.JPG

dsc_1701.JPG

A substituição da tampa de radiador foi por segurança, ou seja, a que lá estava parecia já não estar a 100% e, para evitar risco de alguns problemas térmicos, substituí a mesma. Uma substituição acessível e que evita chatices.

dsc_1703.JPG

Um dos acessórios em falta eram também umas protecções de mãos. Optei por colocar umas protecções da Race Tech que a SRMOTO tinha, as quais assentaram muito bem e por um preço acessível.
Posso dizer que em alguns tombos que já dei, as mesmas não cederam em nenhum aspecto.

dsc_1730.JPG

dsc_1732.JPG

Por fim, montei a indispensável protecção de motor.
Este é um acessório obrigatório para quem anda no fora de estrada, porque evita possíveis danos que possam ocorrer, como pancadas em pedras. Um dos danos mais comuns são cárteres rachados ou mesmo com buracos, o que é muito aborrecido e dispendioso.
Optei pela marca portuguesa Cross Pro, através da SRMOTO:

dsc_1816.JPG

dsc_1813.JPG

A protecção é construída em alumínio e abrange cárter e laterais do motor, oferecendo uma boa amplitude de protecção.
O alumínio é resistente e a construcção está ao nível de marcas de renome. O melhor de tudo é o preço, ou seja, bem mais baixo que as tais marcas de renome. Além disso, é nacional e é bom! :-)

dsc_1811.JPG

dsc_1825.JPG

dsc_1822.JPG

dsc_1823.JPG

dsc_1829.JPG

E, para já, foram os melhoramentos operados à máquina :-)
Possívelmente virão mais alguns melhoramentos ou retoques, mas apenas de pormenor, porque esta mota de série já é muito boa para o fora de estrada, além de que a adquiri em muito bom estado de uso.
Para terminar, a foto junto da irmã maior :-)

dsc_1833.JPG

O meu obrigado à MotorXpro pela sua disponibilidade e atenção, assim como à SRMOTO.

Boas Curvas! :-)

ACC MOTOS

Na ilha de São Miguel abriu mais um espaço comercial dedicado ao ramo do Motociclismo, a ACC MOTOS.
Trata-se de uma empresa que faz parte do grupo A. C. Cymbron, S.A., empresa esta com créditos firmados em outras áreas de negócio.
Este ramo de negócio não representa uma novidade para a A. C. Cymbron, S.A., visto que a mesma já esteve no mercado das 2 rodas, tendo sido nas décadas de 30 e 40 representande de motociclos da marca Zundapp, Casal e Sachs.
Portanto, é um regresso a uma área que em outros tempos tinham uma participação activa, só que agora em outros moldes e, certamente, com vontade de trazer algo de novo a este ramo tão sensível e especializado.
Alguns dias atrás, Eu e outros membros do Clube Motard de Saõ Miguel tivemos a oportunidade de nos deslocarmos até à ACC MOTOS, situada no Azores Park, e descobrimos um pequeno espaço muito bem apetrechado de acessórios.

dsc_1954.JPG

Encontramos marcas de prestígio e de reconhecida qualidade, como a Dainese, TCX, LS2Schuberth, assim como outras utilidades.

dsc_1958.JPG

dsc_1977.JPG

Achei interessante a aposta em algumas marcas de renome, porque não só vem a colmatar uma enorme carência que o mercado micaelense sentia neste campo, mas também oferece a oportunidade aos Motociclistas locais de escolherem acessórios através de um contacto directo, em vez de optarem por encomendas ou compras na met, como tantas vezes acontece.
Uma atitude louvável e que vem a facilitar muito a vida de todos, especialmente pelo facto dos preços estarem equiparados aos que se praticam no Continente.
Este Dainese era muito interessante:

dsc_1959.JPG

A malta das desportivas tem algumas opções interessantes dedicadas a eles:

dsc_1966.JPG

Um LS2 muito bonito:

dsc_1956.JPG

Estavam presentes os Schuberth C3 Pro, de homem e senhora, que eram qualquer coisa de magnífica em termos de qualidade e conforto:

dsc_1962.JPG

dsc_1961.JPG

Estes capacetes garantem um nível de conforto e insonorização assinaláveis, já para não falar da segurança.

dsc_1978.JPG

Confesso que adorei o S2 da Schuberth, tal o conforto e sensação de assentar que nem uma luva:

dsc_1965.JPG

A opção de comercializar as botas TCX é muito acertada, visto que esta marca oferece uma vasta e variada gama no seu catálogo:

dsc_1971.JPG

dsc_1973.JPG

Outros acesssórios igualmente interessantes e úteis:

dsc_1969.JPG

dsc_1979.JPG

Disponível também algumas edições dos livros do Tom Vitoin, sendo que algumas são autênticas raridades:

dsc_1968.JPG

Apesar de todo o material já exposto, tivemos a oportunidade de tomar conhecimento que a ACC MOTOS está a trabalhar no sentido de comercializar mais algumas marcas, as quais consideram de grande importância para o nosso mercado. Tendo em conta aquilo que já têm em stock, aguardo com expectativa o que está para vir :-)
Além disso, são esperadas mais e agradáveis possíveis surpresas, nomeadamente a concessão de uma ou mais marcas de motas.
Quem arrisca um palpite? :-)
Bem, aguardemos as novidades!
Resumindo, o surgimento da ACC MOTOS representa uma lufada de ar fresco no mercado micaelense que, diga-se de passagem, encontra-se actualmente numa situação de quase estagnação e marasmo, fruto do panorama nacional apelidado de “crise”.
Uma coisa é certa, São Miguel melhorou consideravelmente a sua oferta e diversidade em acessórios dedicados ao Motociclismo.
É uma iniciativa ousada do grupo A. C. Cymbron, S.A., mas muito bem vinda e a qual faço votos dos maiores sucessos comerciais.

Mais informações: http://www.accymbron.pt/accmotos.html

Boas Curvas! :-)

Fui ao ginásio das 2 rodas

Alguns dias atrás participei em mais um passeio endurista, o qual foi para mim uma autêntica ida ao ginásio :-)
Passo a explicar, não tenho participado em passeios de Enduro com a regularidade desejada, e o último foi há mais de um mês, ou seja, os índices de confiança baixam muito, já para não falar na má condição física.
O grupo que se juntou para mais um passeio foi composto pelos suspeitos do costume, pelo que se antevia um passeio interessante :-)
Quanto ao passeio, ia desenrolar-se na zona central da ilha, mais concretamente nos arredores de Ponta Delgada.
A ideia era percorrer praticamente o traçado das primeiras 2 provas do Campeonato de Enduro de São Miguel. Uma ideia bem vinda, porque assim teria a oportunidade de conhecer o trilhos por onde os pilotos passaram, e também serviria para alguns dos presentes treinarem para as próximas provas.

1798652_10203469483482532_525279520_n.jpg

O aquecimento começou nas chamadas pedras da Provise:

p1340567.JPG

p1340571.JPG

Estas pedras dão sempre alguma luta, e aquecem o físico em poucos minutos ;-)

p1340573.JPG

p1340574.JPG

Não demorou muito até entrarmos em trilhos de vegetação mais densa e pelo meio do mato:

1654298_804329572916240_1151244193_n.jpg

p1340578.JPG

p1340581.JPG

p1340583.JPG

p1340584.JPG

p1340589.JPG

Nestes passeios vão sempre grandes amigos, e um deles lembrou-se de nos levar para uma pequena montanha de cascalho:

p1340598.JPG

O problema deste cascalheiro foi o facto de não ter saída, além de que a sua subida originou ao pessoal perdas de tracção e alguns atascanços. Só que o nosso amigo sabia, ele queria era mesmo por-nos a suar :-)
Belo amigo!

p1340601.JPG

A vista do topo do cascalheiro era bem mais agradável :-)

1620717_804328829582981_415857791_n.jpg

Este passeio estava a ser muito bom, porque os trilhos além de apresentarem as dificuldades típicas do Enduro, permitiam em certas zonas uma maior velocidade.

p1340610.JPG

img_79145546158507.jpeg

Nada como uns troncos para puxar pelo pessoal ;-)

p1340613.JPG

p1340617.JPG

p1340620.JPG

Este tronco deu-me algum trabalho…, a forma física em baixo não faz milagres ;-)

img_79141353897766.jpeg

1922277_804332339582630_1622466092_n.jpg

 p1340626.JPG

p1340627.JPG

Esta zona apresentava uma descida bem inclinadinha, daquelas que um toque no travão dianteiro é a morte do artista:

p1340630.JPG

p1340632.JPG

img_79135718521779.jpeg

E uma vez mais andamos pelo mato :-)

p1340634.JPG

p1340636.JPG

p1340639.JPG

Um dos momentos interessantes do passeio, em que alguns optaram por subir um trilho que tínhamos descido no início do passeio. Uma subida quase impossível, mas que com a ajuda dos presentes tornou-se possível :-)

p1340643.JPG

É nestas alturas que uma corda dá sempre jeito :-)

p1340647.JPG

p1340648.JPG

Mais um a tentar:

p1340651.JPG

Tá quase…

p1340655.JPG

 Ok, toca a puxar pessoal :-)

p1340656.JPG

Um dos bravos da subida :-)

Seguiu-se mais um trilho muito interessante, em que a subida inicial com algumas raízes pelo meio deram alguma luta:

p1340668.JPG

p1340672.JPG

p1340678.JPG

Empurra!!! :-)

img_79151430405329.jpeg 

         img_79131802811338.jpeg

Mas nem tudo foi esforço, houve alguns momentos em que foi possível relaxar, mas por esta altura já estava a acusar muito a falta de preparação física e ritmo neste tipo de passeios. Cheguei ao ponto de começar a sentir falta de força no ante-braço, dificultando-me o uso da embraiagem e controle do guiador. Enfim, parecia que estava a começar no ginásio ou a levar uma tareia :-)

p1340679.JPG

p1340683.JPG

Mesmo no fim do passeio, e quando eu pensava que o difícil já tinha passado, voltamos a entrar num trilho em sentido ascendente e com características de trialeira, que teve um efeito em mim arrasador. Ou seja, já estava super cansado e todo moído, com esta última trialeira quase que atirava a toalha ao chão, mas lá me aguentei e cheguei ao fim. Neste trilho vi o quanto foi muito bom ter uma mota de enduro leve e com grande capacidade de tracção, caso contrário ia ser mais penoso.

p1340687.JPG

p1340688.JPG

p1340690.JPG

São cenários como este que renovam o ânimo ;-)

p1340695.JPG

E após mais alguns trilhos estava terminado o passeio.
Em suma, uma manhã que, apesar de toda a exigência física, foi uma manhã bem passada, na companhia de bons amigos e belíssimos trilhos. Motas, muita camaradagem e boa disposição são sempre um óptimo anti-depressivo de fim-de-semana.
Claro que ficou bem patente a minha falta de ritmo e má condição física, mas que em muito foram ajudados pelas excelentes qualidades da minha KTM EXC 400. Cada vez gosto mais desta mota, facilita tudo :-)

Boas Curvas! :-)

PS: O meu obrigado ao amigo Alexandre Silva pela cedência de algumas fotos para este relato :-)

 

Passeios de Carnaval

No fim-de-semana de Carnaval, a ilha de São Miguel foi presenteada com belíssimos dias de sol, que já faziam lembrar a Primavera, ou mesmo o Verão.
Já que estávamos perante uma vaga de bom tempo, nada como aproveitar o mesmo para uns belíssimos passeios de mota pela ilha :-)

Passeio de Domingo

O 1º passeio foi no Domingo, no qual compareceram Eu, o Miranda e o Francisco, montados em 2 LC8 e uma DR 650.
O destino foi fácil de escolher, ou seja, Nordeste via sul e regresso via norte. Simples e turístico!
As estradas do lado sul revelaram-nos um dia solarengo muito agradável, puco trânsito e uma óptima oportunidade para apreciar as curvas e a paisagem ;-)

p1340354.JPG

p1340356.JPG

p1340360.JPG

A estrada que liga Vila Franca do Campo às Furnas é particularmente a mais interessante da zona sul da ilha, porque possui um traçado sinuoso muito convidativo a uma condução mais divertida, além de oferecer excelentes paisagens.

p1340364.JPG

p1340365.jpg

Paragem nas Furnas junto a uma pequena central eléctrica, em que uma pequena habitação abandonada reuniu a nossa atenção.

p1340371.JPG

Muito sol neste dia :-)

p1340369.JPG

Os companheiros de passeio e de viagem, onde só estava em falta o Vítor Ferreira :-)

p1340367.JPG

p1340372.JPG

Ainda perdi alguns minutos a explorar esta pequena propriedade, onde encontrei algumas pequenas curiosidades, como uma passagem de água de uma ribeira e um mecanismo que controla a passagem desta (acho eu):

p1340375.JPG

 p1340376.JPG

p1340378.JPG

A habitação abandonada que lá estava era propícia a algumas fotos artísticas, como esta :-)

p1340380.jpg

De regresso à estrada, rumamos em sentido Nordeste, sem paragem na Povoação, porque a malta queria fazer kms, aproveitar a estrada e curtir as curvas ;-)

12463_10203419890722744_641474942_n.jpg

p1340389.JPG

p1340397.JPG

p1340403.JPG

p1340412.JPG

Este trajecto de maior distância proporcionou-nos bons momentos de condução, devido às muitas curvas. todavia, algumas partes da estrada regional que liga a Povoação ao Nordeste requerem alguma atenção, porque o asfalto já conheceu melhores dias. Nada de muito preocupante, mas nada como estar atento.

1011051_10203419881202506_1755231624_n.jpg

1012532_10203419877282408_1940724110_n.jpg

1260884_10203419891242757_718546145_n.jpg

1794656_10203419883002551_265946772_n.jpg

1888644_10203419889602716_622459581_n.jpg

1897696_10203419888242682_1566452133_n.jpg

Lá de vez em quando também sou apanhado pelas máquinas fotográficas ;-)

1488303_742683819083228_1091050783_n.jpg

1898190_10203419884442587_1850780242_n.jpg

1920476_10203419885482613_1454495945_n.jpg

1959774_10203419890082728_1803193133_n.jpg

1982009_10203419886242632_628387139_n.jpg

Em Nordeste a paragem foi só mesmo para um café, e depois regressamos a casa, já a um ritmos mais ligeiro:

1911792_10203419878442437_1452263564_n.jpg

1925192_10203419875922374_1245935722_n.jpg

1623726_10203419758799446_2095861482_n.jpg

Apesar de já estar a caminho de casa, não deixou de ser interessante ir tirando algumas “selfies”, como está agora na moda:

1653403_10203419760879498_907104579_n.jpg

1653982_10203419760519489_1716963933_n.jpg

1689188_10203419760239482_1227297864_n.jpg

E pronto, estava terminado este passeio de Domingo.
Em suma, um belíssimo passeio, em excelente companhia e com um trajecto que agrada sempre, especialmente pelos bons momentos de condução que proporciona.

Passeio de segunda-feira

Apesar de ter realizado um passeio no Domingo, na segunda-feira também foi dia de mais um passeio :-)
Uma oportunidade proporcionada por um dia de férias, o qual foi de imediato aproveitado para mais um passeio, desta vez na companhia do Vítor Ferreira e a sua ST 1200.
Uma vez mais a ideia era realizar um passeio longo, aproveitar o belíssimo dia de sol e, que sabe, algum fora de estrada.
Voltamos a partir com vontade de ir até ao Nordeste, mas desta vez realizamos um trajecto diferente, de forma a não tornar o passeio uma repetição do passeio do dia anterior.
Rumamos em direcção à costa norte, com passagem rápida pela cidade da Ribeira Grande, e subida da zona da Caldeira Velha e Lombadas, que com dias de bom tempo são uma maravilha.

1625553_10203430119658461_1337862023_n.jpg

1912002_10203430120938493_1821915682_n1.jpg

A vista das Lombadas para a costa norte é muito bonita:

p1340429.JPG

Um pouco mais acima, nova paragem obrigatória para um ponto que oferece uma vista fabulosa da costa norte:

p1340435.JPG

p1340434.JPG

Uma zona de montanha muito envolvente e fantástica:

p1340436.JPG

p1340432.JPG

p1340430.JPG

Nascente de água na zona das Lombadas:

p1340433.JPG

Bem, lá continuamos o passeio, desta vez pelo Monte Escuro, onde a sua estrada de montanha envolve-nos numa beleza verdejante.

1779125_10203430125898617_556229623_n.jpg

A caminho das Furnas via norte, voltamos a entrar numa traçado de asfalto muito bom, mas onde convém ter cuidado com as distracções com o acelerador, caso contrário… ;-)

1618585_10203430481707512_1154810566_n.jpg

Nova paragem, desta vez no miradouro Pico do Ferro e a sua vista soberba para a Lagoa das Furnas:

p1340439.JPG

p1340438.JPG

O vale das Furnas é uma pequena grande beleza da natureza:

p1340437.JPG

Descendo para as Furnas:

1798051_10203430130058721_221455678_n.jpg

1779070_10203430130738738_410122419_n.jpg

1966904_10203430130298727_653120403_n.jpg

O almoço foi nas Furnas :-)

1625553_10203430131378754_1025596193_n.jpg

1779869_10203430131658761_1929466345_n.jpg

A tarde reservou-nos nova deslocação ao Nordeste, e também sem paragem na Povoação.

1888577_10203430246661636_1670292576_n.jpg

1619599_10203430248621685_307636556_n.jpg

Contudo, desta vez não optamos por seguir até Nordeste através do asfalto, optamos sim pela via fora de estrada, nomeadamente pelo belíssimo troço da Tronqueira.

1620739_10203430446186624_2053892026_n.jpg

A Tronqueira é sempre um troço magnífico de fazer, porque oferece-nos um enorme estradão de terra batida, que nos permite uma condução mais solta e divertida. Além disso, este troço envolve-nos numa vegetação mais densa e verdejante, tornando a nossa deslocação numa pequena aventura pela “selva” ;-)
Paragem num spot que com o desbaste de árvores oferece uma vista que nos deixa literalmente nas nuvens :-)

p1340442.JPG

p1340445.JPG

p1340447.JPG

Um pouco adiante paragem no miradouro da Tronqueira, onde a vista oferece-nos um mar de verde a perder de vista:

p1340450.JPG

p1340451.JPG

p1340453.JPG

O Vítor estava à procura de algo, seria um percurso alternativo para as motas? :-)

p1340448.JPG

Curtindo mais alguns kms de estradão :-)

1779724_10203430447546658_1582542428_n.jpg

Já que estávamos na zona, aproveitamos para subir até ao Pico Bartolomeu, porque o Vítor ainda não conhecia.

1800441_10203430449746713_264761242_n.jpg

Só que, infelizmente, não deu para ver nada, porque estava muito nevoeiro :-(

p1340455.JPG

          p1340454.JPG

O trajecto de montanha até ao Pico Bartolomeu é, também, muito rico em termos paisagísticos:

p1340456.JPG

Na amazónia açoriana :-)

p1340457.jpg

Na descida da Tronqueira para o centro de Nordeste, engarrafamento típico da ilha :-)

p1340458.JPG

E após uma breve paragem em Nordeste já era tempo de regressar a casa.

1622208_10203430451226750_1729705934_n.jpg

Resumindo e concluindo, foi mais um excelente passeio e uma óptima forma de aproveitar um dia de férias.
Foi um fim-de-semana de Carnaval bem passado e, se possível, a repetir.

Boas Curvas! :-)

 

 

Enduro AMAC oficina

No passado Domingo, dia 23 de Fevereiro, disputou-se a 2ª prova do Campeonato de Enduro de São Miguel, o Enduro AMAC oficina :-)

img_251402877179494.jpeg

Esta prova voltou a reunir um lote interessante, 20 pilotos, os quais voltaram a dividir-se entre as classes E1 e E2. Desta vez não haviam pilotos Continentais inscritos, ficando o espectáculo e lutas pelos lugares cimeiros reservado aos nossos pilotos locais.
Esta prova voltou a centrar-se na zona central da ilha, contando com a introdução de alguns novos trilhos, assim como um ligeiro aumento da competitividade, o que é sempre bom.
Em termos de pilotos, os nomes principais e habituais nestes eventos estavam presentes, prevendo-se algumas lutas interessantes e particulares. Neste cenário, era esperado muita réplica de Luís Raposo a Paulo Maciel, não obstante a presença de Maunel Martins, que além da sua sempre condução espectacular, pdoeria vir a ter uma palavra a dizer neste confronto na classe E2.
Já na classe E1, esperava-se uma luta muito interessante entre Filipe Silva, Ruben Rodrigues e Nuno Pita. Pilotos com andamento muito rápido, que também poderiam intrometer-se na classificação geral.
Não obstante a estes cenários, haviam mais pilotos em prova que poderiam surpreender os favoritos, como o Rui Galante e o Sérgio Pinheiro.
Pela manhã, os primeiros preparativos para o arranque da prova, como a entrega dos números, briefing, passagem pelos terrenos da prova, entre outros.

dsc_1856.JPG

dsc_1857.JPG

Da minha parte, uma vez mais estive presente na condição de colaborador da organização, nomeadamente na realização de controles horários. Por conseguinte, apenas foi possível registar alguns momentos da zona onde me encontrava, que não espelha de todo a belíssima prova que foi.
Assim sendo, logo ao fim da 1ª volta ficou bem patente que haviam pilotos muito empenhados em conquistar os lugares de topo, nomeadamente Paulo Maciel, Luís Raposo e Manuel Martins. Era notório a rapidez deles nas especiais, proporcionando um bom espectáculo ao público presente.
No entanto, a sorte não esteve do lado do Sérgio Pinheiro, que logo na 1ª volta foi obrigado a abandonar a prova, devido a um furo. Uma pena…
A 2º volta continuou a revelar um ritmo muito interessante entre os pilotos da frente, onde Paulo Maciel continuava a demonstrar uma excelente consistência, começando a ficar difícil aos demais suplantar o mesmo.
Todavia, o azar viria a bater à porta do piloto Luís Raposo, o qual foi vítima de uma queda, que o deixou bastante magoado no dedo de uma mão. O Luís foi prontamente assistido e levado para o Hospital, onde se espera que melhore e volte rapidamente a estas andanças.
Aguardando pelo arranque de mais um volta:

dsc_1858.JPG

dsc_1859.JPG

E algumas imagens possíveis da pasagem pela minha zona de controle horário, neste caso controle de chegada :-)

dsc_1862.JPG

dsc_1863.JPG

dsc_1864.JPG

dsc_1865.JPG

dsc_1867.JPG

Manuel Martins sempre o piloto mais exuberante em pista, fazendo as delícias do público presente ;-)

dsc_1868.JPG

Uma belíssima imagem de Paulo Vieira a atravessar uma poça de água :-)

dsc_1869.JPG

dsc_1875.JPG

dsc_1879.JPG

Rui Galante voltou a estar novamente em destaque, conseguindo rubricar uma grande prestação com a sua Beta.

dsc_1880.JPG

dsc_1882.JPG

dsc_1883.JPG

dsc_1885.JPG

dsc_1886.JPG

Paulo Correia estreou-se no campeonato, obtendo uma boa prestação:

dsc_1888.JPG

Filipe Silva sempre muito combativo e empenhado:

dsc_1889.JPG

O veterano Quim voltou a mostrar que velhos são os trapos :-)

dsc_1891.JPG

E após as 3 voltas ao circuito, estava terminado o Enduro AMAC oficina.
Os bonitos e originais troféus desta prova:

dsc_1899.JPG

Antes da entrega dos troféus, houve espaço para uma acção de solidariedade, organizada pela Make a Wish Foundation, a qual levou à pista de MX uma criança que adora motas.
Infelizmente esta criança sofre de leucemia, mas todos nós fazemos força e votos para que consiga vencer a doença.
O positivo foi terem realizado este sonho, assim como permitir o contacto com um piloto de MX, neste caso o João Ponte:

dsc_1902.JPG

E a entrega dos troféus, com a seguinte classificação:

E1
Filipe Silva
Ruben Rodrigues (ausente na foto)
Nuno Pita

dsc_1903.JPG

E2
Paulo Maciel
Manuel Martins
Rui Galante 

dsc_1904.JPG

Filipe Silva e Nuno Pita visivelmente satisfeitos com as suas prestações:

dsc_1905.JPG

O grande vencedor da sua classe e à geral, Paulo Maciel, e a sua equipa de apoio:

dsc_1906.JPG

E assim vai o campeonato:

        img_223559713386062.jpeg

Em jeito de conclusão, foi mais uma excelente prova de Enduro, a qual voltou a confirmar a popularidade que esta modalidade actualmente vive, assim como todo o empenho da organização em oferecer provas de Enduro interessantes e competitivas.
Além disso, os pilotos voltaram a mostrar grande empenho, assim como agrado pela prova, o que não deixa de ser assinalável e motivador para a organização.
Por fim, volto a dirigir as melhoras para o piloto Luís Raposo, porque a sua presença faz falta neste campeonato.
Agora venha lá a próxima prova.

Boas Curvas! :-)
 

Marrocos 2013: vídeo 6ª parte

Afinal ainda tinha mais alguns vídeos da viagem a Marrocos (ver em HD)  :-)
Aqui fica mais um, desta vez referente ao dia que partimos de Tinghir, com passagem por Agoudal e final do dia em Ouarzazate.
Pontos altos deste dia: visitamos a aldeia que fica no ponto mais alto de Marrocos, a mais de 2000 metros de altitude.
E a pista fabulosa de Agoudal, que tanto gostamos e as paisagens a perder de vista.
Um dia muito bom! :-)

Virão mais vídeos ;-)

Boas Curvas! :-)